Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres – 25 novembro

youtu.be/UC8E-kOjNKg

⁃ Desculpa, amor, estava fora de mim…sabes bem que te amo.

⁃ Se me amasses não fazias o que fazes.

⁃ Faço, só às vezes, porque fico com ciúmes e se tenho ciúmes é porque te amo.

⁃ Não, tu és doente. Bates-me porque me amas?

⁃ Sim, porque não gosto que fales com outros. És a minha mulher, minha.

⁃ Mas eu não falei com ninguém…

⁃ Sabes bem que sim, eu vi-te!

⁃ Só estava a pagar e a agradecer o café e o pão.

⁃ Sim, sim… eu vi bem como ele se derreteu para ti e tu toda sorrisinhos… pensas que sou parvo?

⁃ É o rapaz da pastelaria… estava só a agradecer, como faço com qualquer outro empregado ou empregada…

⁃ Basta! Já chega desta conversa que já me estão a subir os calores… para a próxima pedes-me que eu compro o pão!

⁃ E bebes o café por mim?

Campanha #PortugalContraAViolência

Milhões de razões

Tenho milhões de razões para me afastar,
mas…
Basta-me dares apenas uma boa para ficar
Diz-me o que quero ouvir
Sabes bem que não quero ir
Não têm sido tempos fáceis
Tempestades intermináveis
Noites longas sem dormir
Peito apertado sem sorrir
Quero ficar
Deixa-me sonhar
Dá-me a mão
Não me deixes ir
Fecha a porta
Abraça-me
Prende-me a ti
Dá-me uma razão para ficar

– apenas uma


Basta que me consigas mostrar
Que apesar de todas as turbulências
Milhares e milhares de divergências
Há algo entre nós
que mais ninguém te dá
Essa única razão
que me fará ficar
Saber que somente eu
Sou a elegida para te amar

És?

Nem toda a mulher livre está solteira, nem todas as solteiras são livres.
Liberdade reside em ser-se quem se é, independentemente do estado civil. Claro que é mais fácil inibirmos e castrarmos a nossa maneira de ser quando temos alguém ao nosso lado que não nos permite ser à vontade. Quando nos tenta mudar. Mas uma relação não deveria nunca matar a nossa individualidade e necessidade de liberdade. Liberdade, não para fazer “coisas erradas”, mas para ser o que somos – com os nossos gostos, desejos, falhas, loucuras, prazeres, devaneios, qualidades, defeitos e diferenças. A nossa essência mais pura. Aquilo que nos caracteriza e diferencia dos demais.
Isso é possível numa relação a dois. Basta que ambos respeitem e aceitem o outro tal e qual como ele é sem críticas, juízos ou tentativas de o modificar.
Por outro lado, há quem esteja só e não viva livremente. Há quem se reprima, condene e impeça de viver plenamente, assumindo aquilo que é, com medo da reprovação alheia, das críticas e daquilo que possam pensar a seu respeito. Tais pessoas vivem prisioneiras.
E quantos encarcerados, em sentido literal, conseguem ser livres no pensamento?
E eu és livre?

Segue

Pobre diabo que vagueias nas noites perdidas
Quem esperas?
Paraste de viver naquele dia
Miserável
Quem te quererá assim
Se nem tu próprio te queres?
Respiras a custo
Imploras que a morte te venha libertar
Não te gabo a sorte
Abandonaste o corpo
Entregaste a alma a Baco
As latrinas são quem te acolhe o íntimo
Fedes
Já não choras
Secaste as lágrimas
Enterraste-te e
tu próprio atiraste a terra
Queres ir
Mas nem o sepulcro te quer
Cuidaste bem de te tornares intolerável
Desprezível
Repugnante
Porquê?
Só porque ela fugiu com outro?
Homem, recompõe-te!
Ultrapassa!
Vive!
Mulheres há muitas!

Só tu

Não sei
como fazes
isso
que fazes
Só tu
consegues
Levar-me
à loucura
Deixas-me
quente
A suar
A salivar
A sonhar
Querida
Esse corpo
Como te mexes
Como me mexes
sem tocares

Tiras-me o
fôlego
as palavras
Só me
dás
Desejo
Paixão
Tesão
Sofreguidão
Suspiro

Anda

Faz isso
Que

Tu
Sabes
Fazer

777

Há situações que nos mantêm cativas, sentimentos que teimam em doer, pessoas que queremos esquecer, injustiças que queríamos resolver… Nada melhor que entregar nas mãos do tempo e das perfeitas leis do Universo. Cada um receberá o devido, a seu tempo. Descansa. Deixa ir.

Bom dia e boa semana 💛

Às vezes ainda nem acredito que tenho um livro escrito por mim: um romance, uma fantasia, uma ficção com muitas verdades, suspense e mistério – 777.
Pode não estar perfeito e, certamente, não agradar a toda a gente, mas para mim está maravilhoso, é um enorme orgulho e um sonho realizado.

Nunca deixem de perseguir os vossos sonhos e empenhem-se para os concretizar. Persistência é a palavra de ordem!

À venda em:
http://www.cordeldeprata.pt
http://www.bertrand.pt
http://www.wook.pt

Sim, valeu a pena

Sim, valeu a pena!
Todas as horas
Cada minuto
Que vivi a teu lado
Valeu a pena
Dizem que perdi tempo
Sei bem que não
Cada dia contigo amor
Não me arrependo
Foste tudo para mim
O meu sol em dias de calor
A minha lua nas noites frias
As estrelas do meu céu
Serões eternos de paixão
Companhia de inúmeras alegrias
A mão que me enxugou as lágrimas
A melhor amiga de folias
O abraço apertado
O sorriso fácil
A doçura de uma menina mulher
Sim, valeu a pena!

Respeita

Não te imponhas
Não persigas
Não te faças notar
O silêncio fala mais alto
Mostra o teu amor
Mas não pressiones
Se for verdadeiro
Não morre
Se for real
O tempo não apaga
Se amas
Respeita
Dá-lhe o tempo que precisa
Deixa-a pensar
Deixa-a sentir a tua falta
Não faças chantagem
Não forces
Mostra em paz que amas
Fica quieto
Sossega o teu ansioso coração
Se ela te amar
Se tu a amares
Quando é autêntico
Os vossos caminhos se cruzarão

Merecemos…

Você merece um amor que a ame quando você estiver despenteada,
aceitando as razões que a fazem acordar rapidamente,
e os medos que não permitem que você durma.

Você merece um amor que faça com que você se sinta segura,
que a ajude a conquistar o mundo ao pegar em sua mão,
que sinta que seus abraços se encaixam perfeitamente com sua pele.

Você merece um amor que deseje estar ao seu lado,
visitar o paraíso apenas olhando seus olhos,
e que nunca fique entediado lendo suas expressões.

Você merece um amor que a ouça cantar
que apoie todas as suas loucuras
que respeita sua liberdade
e que a acompanhe em seu voo,
que não a deixe cair.

Você merece um amor que afaste as mentiras,
e que traga sonhos,
café,
poesia

Merecemos um amor no qual podemos ter a liberdade de ser quem somos ao lado da outra pessoa, sem esconder nenhuma parte de nós mesmos, porque quem nos ama, ama-nos por inteiro

– Autor desconhecido