Minha

Lisboa
Ai Lisboa que me encanta
Berço que em revolução me gerou
Num dos ricos bairros me procriou
Talvez por isso o meu coração
Tenha até hoje a cor do leão

Lisboa
Ai Lisboa que me fascina
Porto de tantas marés e caravelas
Manténs a magia das sete colinas
Do brilho prata das Descobertas
Tejo orgulhoso das cinco quinas

Lisboa
Ai Lisboa que me seduz
Com o teu cheiro de flores e de mar
Varinas vaidosas com os seus pregões
Vendedores ambulantes de castanhas
Bairros com manjerico a marchar

Lisboa
Ai Lisboa que me prende
Aos altos miradouros para namorar
Belas ameias contam uma história
Elétricos amarelos para passear
Fados vadios cheios num copo de tinto

Lisboa
Ai Lisboa do meu coração
Espelho d’água até ao Cristo
Terra da minha eleição
Jacarandás que espalham cor
Terra do poeta Luís de Camões
Abres os teus braços e recebes
Quem almeja as tuas diversões

Como não te adorar minha pura riqueza?

Publicado por Sara Carvalho

Chamo-me Sara Carvalho. Sou mãe de três filhos lindos. São a minha grande paixão e inspiração para tentar ser cada dia melhor. Curiosa de raíz, apaixonada pela vida, pela natureza, por música, dança, letras e não só. Adoro artes: ler e escrever - sobre os mistérios da vida, as emoções humanas, Deus, fantasia, suspense, espiritualidade, poesia; musicais; cinema; espetáculos; concertos; teatro; bailado; exposições; fotografia; viajar e ... sonhar com um futuro melhor. Também sou instrutora de Pilates, desde 2006. Um sonho que se transformou num objetivo? Escrever um livro. Consegui! 777 é o seu título. É uma obra de fantasia com muita realidade à mistura. Também gosto de números e enigmas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: