Letras a saltar

O lume alto aquecia o chão da panela
Azeite quente começava a ganhar vida
O borbulhar aumentava o volume
A dança estava prestes a começar

O milho deitado
Ansioso aguardava
Bem comportado
Sentia o calor a envolvê-lo
Em breve, juntos
Iam cometer loucuras
Um tiro na tampa anunciava o começo
Depois outro
Outro
E mais outro …
A rajada ganhava forma
Enchia o espaço
Que encolhia e cedia o lugar
A olência envolvia o tempo
Volume que se derramava
Assim que a tampa se ia
As letras saltavam
Doidas para o papel
Soltas atropelavam-se
Caíam aos trambolhões
Sem pedir licença queimavam
Quem lhes tocasse encolhia-se
Sem tempo marcado
Fervilhavam de vida
Energia que
Como por magia
Se convertia
Em noites de poesia

Publicado por Sara Carvalho

Chamo-me Sara Carvalho. Sou mãe de três filhos lindos, um deles com Síndrome de Down. São a minha grande paixão e inspiração para tentar ser, a cada dia, melhor. Curiosa de raíz, apaixonada pela vida e pela natureza. Adoro artes: ler e escrever - sobre os mistérios da vida, as emoções humanas, os pormenores; dançar; cantar (só para mim); cinema; espetáculos; concertos; exposições; viajar e ... sonhar com um futuro melhor. Um sonho que se transformou em objetivo: escrever um livro. Consegui! Mais sonhos? Não me faltam...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: