House of the Dragon

Estreou, na HBO Max, a série mais aguardada dos últimos tempos – A Casa do Dragão, e, obviamente, não podia deixar de escrever sobre isto.

Como fã acérrima d’ A Guerra dos Tronos, estava ansiosa para que a prequela estreasse. Como tal, ontem, estive agarrada ao ecrã a absorver o máximo possível. Como quem está há imensas horas sem fumar e assim que pega num cigarro quase que o engole na primeira puxada.

Não faltou nada:

•os dragões (que amo) ✔️
•ambição pelo poder ✔️
•batalhas ✔️
•sexo ✔️
•confrontos pessoais ✔️
•decisões difíceis ✔️
•disputas ✔️
•o traidor ✔️
•a heroína guerreira ✔️
•muita violência ✔️
Logo no primeiro episódio para ficarmos viciados, claro!

Sangue a jorros, membros amputados e cabeças cortadas como quem corta manteiga. Ou estarei baralhada? É que também ando a ver a série da Netflix Vikings Valhalla. Já vi seis episódios, está catalogado como sexo e violência. Também tem algumas cenas de sangue. No entanto, parece-me que House of the Dragon, num só episódio, conseguiu vantagem.

Posto isto, eu que sou completamente contra a violência, ainda hoje me pergunto como é que aguentei oito temporadas com mais de setenta episódios do Game of Thrones. Mais, fiquei com saudades e ainda espero que, depois desta prequela, venha uma sequela, de preferência, com os mesmos atores, que nos apaixonaram.

O que disse o autor depois de ver o resultado?
“Vi todos os dez episódios e adorei o que vi”, comentou o autor em seu blog. “House of the Dragon é tudo o que eu esperava, sombrio, poderoso, visceral, incrível de assistir, cheio de personagens complexos e muito humanos que foram trazidos à vida por atores incríveis”, acrescentou.”

[Como é que começou este meu namoro? Com o livro A Guerra dos Tronos do George R. R. Martin. Depois de o ler fiquei tão fascinada que quis ver a série. Depois… depois já não há volta a dar. Point of no return!]

Publicado por Sara Carvalho

Chamo-me Sara Carvalho. Sou mãe de três filhos lindos. São a minha grande paixão e inspiração para tentar ser cada dia melhor. Curiosa de raíz, apaixonada pela vida, pela natureza, por música, dança, letras e não só. Adoro artes: ler e escrever - sobre os mistérios da vida, as emoções humanas, Deus, fantasia, suspense, espiritualidade, poesia; musicais; cinema; espetáculos; concertos; teatro; bailado; exposições; fotografia; viajar e ... sonhar com um futuro melhor. Também sou instrutora de Pilates, desde 2006. Um sonho que se transformou num objetivo? Escrever um livro. Consegui! 777 é o seu título. É uma obra de fantasia com muita realidade à mistura. Também gosto de números e enigmas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: