O beijo

Deixa-me encostar os meus lábios aos teusSentir a maciez polposaO sabor de uma bocadoce como figos de melVermelha rosada enfeitiça-meNela os meus olhos fixam-seNada oiço do que dizesDisperso-me do contextoSinto-me a desligarSou embalada na dançadas palavras que se tornam melodia hipnotizanteO desejo cresceProvoca-meágua na bocaO mundo paraO coração exigeApenasQueroPrecisoBeijar-te

Salto de flor em florQual bailarina borboletaSalpicando as pontas rosaCom brilho douradoO pólen espalha-seChega-me ao narizFaz-me comichãoE rebento em gargalhadasÉ que este pó é mágicoDeixa felizes todos os que lhe tocamO sol aquece-me as asasE sinto a energia a crescerOiço a música dos rouxinóisDão-me alento para seguirVoo e salto para dentro de uma papoilaAo aterrarContinue a ler