Querida mãeComo te prezoPreciso-teÉs valiosaAcolhes-me no teu coloCuidas de mim,de todosProtegesDás-nos a vidaAmo-tePreciosa Perdoa o mal que te fazemO fogo que te lançamO inferno a que te forçamArdes e o meu coração dóiTrocam-te o verde pelo negroA frescura pela secaO vigor pela morte Mesmo assimTens a habilidadeA doçura e a alegriaApesar de arrasadaVoltares a renascerQueridaContinue a ler